Futebol na Rede

  • G+
  • Facebook
  • Twitter
  • Feed

Campeonato Paulista

- Site oficial do São Paulo |

Campeonato Paulista

São Paulo retoma preparação no CT da Barra Funda

De volta ao Brasil, elenco manteve a intensidade da pré-temporada e trabalhou sob os cuidados de Rogério

São Paulo retoma preparação no CT da Barra Funda
Foto: Érico Leonan/Site oficial do São Paulo

Após 18 dias de intensa preparação nos Estados Unidos, que contou com a participação na Florida Cup, o elenco retomou nesta quarta-feira (25) os ajustes no Centro de Treinamento da Barra Funda. O técnico Rogério Ceni comandou as atividades desta tarde que deram sequência aos trabalhos de olho na estreia do Campeonato Paulista: agendada para o dia 5 de fevereiro, fora de casa, diante do Grêmio Osasco Audax.
Os jogadores retornaram ao Brasil na última segunda-feira (23), ganharam a terça (24) de folga para matar as saudades da família e no feriado desta quarta (25) – aniversário da cidade de São Paulo – já treinaram sob o comando do novo treinador, que manteve o ritmo intenso da pré-temporada e exigiu bastante dos atletas.
O treino começou com exercícios de aquecimento supervisionados pelos preparadores físicos Zé Mário Campeiz e Pedro Campos. Depois, já com Rogério, o grupo fez um complemento que demandou bastante concentração e raciocínio rápido: em campo reduzido e com duas pequenas metas para cada, as equipes tinham que buscar o gol.
Na sequência com uma área maior de jogo e quatro gols (cada um com um arqueiro), os jogadores fizeram uma nova atividade técnica. Cada time contava com 11 jogadores de linha, que podiam escolher onde atacar, mas tinham a obrigação de proteger a defesa. A equipe vinho atuou com Foguete, Breno, Douglas, Buffarini, João Schmidt, Wellington, Wesley, Cueva, Luiz Araújo, Wellington Nem e Gilberto. Já o time de colete branco foi composto por Bruno, Maicon, Lucão, Lugano, Júnior, Cícero, Thiago Mendes, Araruna, Shaylon, Neilton e Chavez.
Por fim, em uma nova etapa do treino desta quarta, o elenco foi dividido em dois grupos: defensores e atacantes. Os marcadores trabalharam com os auxiliares Michael Beale e Charles Hembert, que simularam diversas situações de jogo. Enquanto isso, na outra metade do campo, Rogério Ceni deu atenção especial aos homens de frente, que calibraram a pontaria com uma dinâmica atividade: os pontas criavam as jogadas pelas laterais, após receberem o lançamento, e tinham que municiar os centroavantes.

MAIS NOTICIAS - CAMPEONATO PAULISTA